quinta-feira, 28 de agosto de 2008

A História da Rodovia

A Rodovia Transamazônica (BR-230) foi projetada pelo general Emílio Garrastazu Médici (ditador de 1969 a 1974) sendo uma das chamadas "obras faraônicas" devida as suas proporções gigantescas, realizadas pelo regime militar
Médici, empolgado com o arranque da economia, criou um projeto faraônico: a transamazônica. A rodovia deveria ser pavimentada com 8 mil quilômetros de comprimento, conectando as regiões Norte e Nordeste do Brasil, além do Peru e do Equador. É classificada como rodovia transversal e foi “inaugurada” em 27 de setembro de 1972. Nesse dia o governo preparou uma grande solenidade no meio da selva amazônica, algo que marcasse a história do País. Na manhã daquele dia, o presidente da República, o general Médici, iniciaria a ligação do Brasil do Norte ao Nordeste, inaugurando a Transamazônica. Uma Castenheira foi derrubada na cerimônia de inauguração. O tronco da Castenheira que existe até hoje em Altamira recebeu o nome de “Pau do Presidente”.

Este era o projeto das terra sem homens para homens sem terra pretendia atrair para a região dois milhões de colonizadores.
A Transamazonica parecia ser a grande solução do paíz. Ajudaria a tirar as pessoas da seca do nordeste, resolveria a situação agrária no sul e frearia uma provável internacionalização da Amazônia tudo de uma vez

6 comentários:

Sabryna disse...

adorei essa história era a resposta do meu trabalho de geografia!!!
obrigado quem criou essa postagem!

mara beltrami disse...

Legal, um presidente muito inteligente, como a maioria dos que já tivemos.
Ele deveria estar vivo para ver o que virou tudo isso, se não consegue fazer algo por completo, não comece.
Idiota.

nhao disse...

foi a pior besteira ja feita ate hoje tinha coisas muito mas inportante na epoca pra ele faser jogou o dinheiro do povo fora

Alzenir Rodrigues de Sousa disse...

É UMA PENA QUE OS PRESIDENTES DO BRASIL NÃO TER TIDO O PULSO FORTE PARA OS GOVERNADORES DOS ESTADOS QUE A TRANS AMAZONICA IA PASSAR, E QUE SÓ A PARTE DA PARAIBA TENHA SIDO BEM FEITA PELOS GOVENANTES QUE ALI PASSARAM. E ASSIM ATÉ HOJE CEARÁ, PIAUI, MARANHÃO AS ESTRADAS AINDA DEIXA A DESEJAR, POIS ESTÃO BEM FEITA AS QUE PASSA DENTRO DA CIDADES E RODOVIAS COM FALHAS, MAIS AS PIORES SÃO TOCANTINS, PARTE DO PARÁ, E UM DESASTRE NO AMAZONAS. AGORA EU PERGUNTO: SERÁ QUE OS PRESIDENTES CAIRAM NA BESTEIRA DE MANDAREM DINHEIRO TIRADO DO BOLSO DOS CONTRIBUINTES PARA OS GOVERNADORES DESSES ESTADOS QUE NÃO CONCLUIRAM AS ESTRADAS DA LIGAÇÃO? COMO TEMOS UMA PRESIDENTE É BOM FAZER A PERGUNTA DIRETAMENTE A ELA, O PORQUE DE NADA TER CONTINUIDADE DE MELHORIA, E ONDE FOI PARAR TANTO DINHEIRO? O SEJA AINDA ESTAR SE PEDINDO. UMA ESTRADA QUE FOI INAUGURADA EM 30 DE AGOSTO DE 1972 E QUE NÃO FOI TERMINADA. É UMA VERGONHA. E HAJA DINHEIRO.

ismalia coelho ribeiro disse...

...Sem esquecer dos pais de família que deixaram suas cidades e lares para ir trabalhar nesta obra e nunca mais voltaram para suas casas nem deram mais notícias.Até hoje, procuro por um parente de nome JOSÉ JOAQUIM DA SILVA, nascido em Russas Ce, na localidade de Poço da onça, no dia 26/01/1949,filho de Joaquim Francisco neto(Joaquim da Pretinha) e dona Francisca Maria da Conceição (d.Chiquinha). Aqui Joaquim José da Silva deixou toda a família que espera pelo milagre do reencontro. Quem sabe, vocês leitores e internautas não me dão uma forcinha na busca deste parente querido? Toda a família agradece antecipadamente....

vereadorjoaodobiscoito disse...

Na Verdade o Pau não era uma castanheira é um Tachi e para titulo de informação esta sendo reformado o Monumento o Marco da Transamazônica conhecido carinhosamente Pau do presidente
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=566959230018202&set=a.529535080427284.1073741827.529528970427895&type=1&relevant_count=1